segunda-feira, 18 de maio de 2009

-' A iinceerteza da Ceerteza'

-'Odeio o meu protesto
Odeio qualquer conseqüência
Me odeio por várias razões; por várias razões odeio nossas razões
E eu que nunca imaginei dizer isso:
Preferiria a incerteza, Com toda a certeza

(eu nunca te troquei; nunca escolhi te amar)

é que se gostasse igual, daria pra dividir igual por duas partes
e essas se emprestariam às vezes...e se...e se...mas não.
*uma sairia chorandoo amor dividiu-se em detrimento de, com preferência por;
*outra, nem tantoe falando de amor então....se o nosso fosse do mesmo tamanho...
ocuparia-nos com tanta perfeição e precisão
que não sobraria nem um espacinho pra dúvida.

[eu não escolhi te amar mais]




-- Au Revoir'

Um comentário:

Melanie Brown disse...

O pertubardor nao é a duvida, o que perturba dependendo do que se trata é a certeza!

lOve
You ~