segunda-feira, 11 de maio de 2009

-'Mas, o que eu pRendO, me Prende'



'O rir do desgosto, ventilado com ar preso nas justas disputadas com as espadas do amor; aquelas que não quero mais usar. Porque espada fere, mas o que eu prendo me prende; o ar.E infere, depois solta : Num suspiro que nem sai e nem quer ficar; no coração de quem ama e não quer mais amar... Me esqueci do que queria dizer. O amor fala sem palavra; pulsa o triz, tudo que não diz saber amar. E dizer não-saber-não-condiz.'



Bom SegudãoO...

Um comentário:

Melanie Brown disse...

"coração de quem ama e não quer mais amar..."
...Atéé quandoO??!
Até onde o amor mandarR,e a dOr aguentar...
ObrigaDa pOr me amaR!

bjO'

(rimÔ,sem querere!)uahsuahusa