quarta-feira, 16 de junho de 2010

- Do Dia Doze!

Não há abrigo contra o mal
Nem sequer a ilha idílica na qual
A mulher e o homem vivam afinal
Qual se quer
Tão só de amor num canto qualquer.

De tanto que me tornei triste. Do tanto que fui amarga. Da ausência nesse velho peito. Escrevo nesse dia (12 de junho). No decorrer da semana dos enamorados, enfim eu continuava só. E continuo a me perguntar o porquê dos post então.Ainda não obtive resposta. De tudo que o amor se diz fazer ou proporcionar, eu me seinto carente de ter alguém pra compartilhar. Pra quem voltar. É vazio. Vivi meus dias de cão, melhor, semana de cão. Que Louco! Jamais imaginei o quão ruim isso tudo me faria ou fez. Quanta ironia, hoje me vejo refletida no ontem de minha irmã, a quem por muitos julguei. Dura. Fria. Pedra. Papéis invertidos. Por outro lado a vejo no meu ontem. Feliz, entregue, sem receios, com o coração pulsante do verdadeiro amor. Ah! E isso me deixa imensamente Feliz. Por ela, por eles, por mim, por compartilhar. Entretanto, meu EU Carla (irmã) a cada dia mais forte, ágil , sem "brechas", se renova a cada amanhecer. Se fortalece a mais uma decepção. Se firma em mais um NÃO! No entanto, e tão contraditório quanto possa ser, escrevo hoje de amor! Do amor por eles, Meus enamorados preferidos, e o casal que mais tem tudo a ver. Que o amor e a felicidade se renovem e fortaleçam a cada pôr - do - sol. E aos meus queridos A M I G O S , só pra sentir que o amor se faz presente em mim, mesmo que de maneira TÃO diferenciada.


Amor assim, não tem, não, quem não queira
Quem me quer bem, é bem quem eu queria
Agora sim me sinto mais inteira
No meu caminho, nessa companhia


Por tudo que é BOM ou RUIM simultaneamente. Pelos extremos e diferenças, no entanto tão iguais. O doce e o amargo. Belo e Feio. Genialidade e Ignorância. Gentileza e Estupidez. Mel e Fel. Enlouquecidos, porém Centrados. Certa Loucura, tanto quanto Normal. Covarde, todavia Valente. O açúcar e o Sal. O dia e a noite. de Toda Hora. Por toda hora. Nessa vida e em outras e em tantas outras quanto digam existir. Para um bom vôlei, ou um péssimo DVD. Pra farra nossa de Toda Noite e a Ressaca Santa no dia seguinte inteiro de trabalho. Pra comer pizza escondido na caixa d'água. Pra andar a noite pelas ruas vazias procurando sabe lá Deus o que. Pra sentar e conversar depois de um dia inteiro de aborrecimentos. Por todos os Palcos. Pra dividir chicletes, cigarros, cervejas. Pra compartilhar a vida. Pelo elo de amizade que se fez e se mantém. Pelo simples fato de existir. Pelos meus vícios de cada dia. Amo-os! E cresce.

2 comentários:

Daniela Filipini disse...

Que coisa mais linda de se receber! Não existe nada melhor do que um amigo verdadeiro, mesmo quando um amor se torna ausente, uma pessoa com a qual compartilhar nossos momentos... Não ficamos sozinhos enquanto houver uma pessoa pra chamar de amigo.

Melanie Brown disse...

Ok! Sei que você não aceita um "Sem palavras", como elogio e/ou agradecimento entao:... Sempre que eu resolvia me entregar (sabe q eu madno em mim ne?!rs) eu meio que me inspirava em voce, percebia o quanto era fácil ser feliz, e que ser infeliz nao era impossível. Hoje vivo essa realidade muitas vezes temendo, mas não insegura, ain que maravilha sentir isso!!! É legal saber que vc curte a gente, e pra postar aqui, tem que ser de verdade!! Quando eu digo legal, quero dizer: PERFEITO, INSPIRADOR E RENOVADOR. Como vc pode ver, ainda tenho algumas coisinhas pra aprender, e tenho o melhor professor do mundo!!rs Beijos com o amor mais sincero e lindo de irmã que vc merece, e que sinto até demais!!!! Xerooo' :D

p.s. Não me preocupa tanto o fato de seu coraçazinho está meio perdido, pois se for mesmo como voce disse, "o ontem de sua irmã" (EU), logo passa baby!! rs

A M O - T E